Programa de Capacitação de Paraty prepara jovens para o mercado de trabalho

O objetivo é qualificá-los de acordo com a demanda local, para que empresas não precisem recorrer à mão de obra externa. Dos 40 formados, mais de 50% já estão no mercado de trabalho

 

Formar 120 jovens em 18 meses para que possam atender a demanda de mão de obra local. Esse é o objetivo do programa de Capacitação de Jovens de Paraty, realizado em parceria com o Juntos e a Secretaria Municipal de Cultura que, em um ano e meio, conseguiu formar 40 alunos com idade entre 17 a 29 anos, em vulnerabilidade social e, desse total, mais de 50% já estão no mercado de trabalho.

O projeto dura 6 meses, é desenvolvido pelo Galpão Aplauso, parceiro técnico da Comunitas, que fica responsável pela parte teórica do curso, e pelas Marinas 188 e Porto Imperial. Os alunos recebem bolsa-auxílio e lanche. A primeira turma, já formada, participou do curso de Auxiliar de Infraestrutura e foi qualificada para atuar em serviços de saneamento básico na cidade, área que as empresas acabavam buscando profissionais em outras cidades, devido à falta de mão de obra local.

A segunda turma, que até o fim deste ano formará mais 80 jovens, realiza o curso de Auxiliar de Serviços Náuticos, outra área que tem grande demanda em Paraty.  Os alunos aprendem funções de auxiliar de pátio e auxiliar de cais, cargos que são     oferecidos pelas marinas; e também sobre limpeza, conservação, manutenção preventiva, pequenos reparos e acompanhamento de checklist das embarcações. As aulas práticas começaram em julho.

“Temos a oportunidade de ouro de ganhar essa experiência prática. Todos os instrutores são muito simpáticos, pacientes, explicam muito bem e tiram nossas dúvidas. O trabalho em equipe também é fundamental e todos nós alunos nos damos muito bem com professores, monitores e coordenadores”, avalia Leonardo Teresa da Silva, um dos alunos.

Quase 200 jovens se inscreveram para o curso de Auxiliar de Serviços Náuticos.  O objetivo é que programa seja continuado no ano que vem pela Associação Cairuçu, que vai replicar a técnica de ensino do Galpão Aplauso, que utiliza a percepção socioafetiva de aprendizado como método de educação para o emprego.

“Fico contente com a oportunidade de estar participando do curso. Agradeço aos professores maravilhosos, à dedicação de cada um deles em nos ajudar a sermos profissionais diferenciados. É o melhor curso da minha vida, estou me sentindo muito realizada”, comenta a aluna Daiana Ferreira de Lima.

Fotos: Galpão Aplauso.

Comments are disabled.