loading

Comunitas reúne governadores para debater o cenário socioeconômico dos Estados

A conferência será realizada na próxima sexta-feira (24), às 18h, com transmissão ao vivo pela internet. Clique aqui e inscreva-se.

Os governadores Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, Romeu Zema, de Minas Gerais, Ronaldo Caiado, de Goiás, Helder Barbalho, do Pará, e Rodrigo Garcia, vice-governador de São Paulo, se reunirão, no próximo dia 24, em uma conferência on-line para debater os cenários socioeconômicos dos Estados brasileiros, durante e pós-Covid-19. A conferência virtual será realizada pela Comunitas, por meio do Inova Juntos – hub de inovação na gestão pública liderado pela organização.

Aberto ao público por meio de transmissão ao vivo, o encontro tem como objetivo buscar possíveis estratégias para mitigar os impactos socioeconômicos da crise, mas sem perder de vista os avanços na contenção da propagação do vírus e a diminuição de mortes. A mediação da conferência ficará a cargo de Fábio Zambeli, analista-chefe do portal JOTA.

“Reuniremos os cinco governadores que integram a rede da Comunitas para que, juntos, possam vislumbrar perspectivas socioeconômicas para o futuro do País. Acreditamos que somente unidos e potencializando esforços, poderemos sair da atual crise de maneira mais eficiente e sustentável”, explica a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves.

 

Quando? 24 de abril (sexta-feira)

Que horas? Às 18h

Clique aqui e confirme participação.

 

A Comunitas no apoio à recuperação socioeconômica dos Estado

A Comunitas, organização social que atua na melhoria da gestão pública, está desenvolvendo um projeto que busca propor caminhos, mais ágeis e assertivos, que possam apoiar na recuperação socioeconômica dos Estados. A iniciativa está sendo implementada em parceria com os Governos do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pará e Goiás – membros da rede formada pela organização.

O objetivo da iniciativa é colaborar com o planejamento e monitoramento das decisões tomadas pelos gestores públicos durante a crise do Covid-19, por meio do diálogo entre o setor público, o setor produtivo e científico/acadêmico com base em metodologias de pesquisa, como a elaboração de diagnósticos, check lists de situações, matriz de impacto e complexidade, que resultem num processo transparente de priorização e elaboração de protocolos de retomada das atividades socioeconômicas locais.

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.