Prefeitura de Santos (SP) abre licitação para as obras de revitalização do Mercado Municipal


O projeto executivo, que foi desenvolvido em parceria com a Comunitas, prevê uma cervejaria, restaurantes e boxes para comerciantes  locais no  Mercado de Santos

A Prefeitura de Santos (SP) abriu processo de licitação para as obras de reforma e restauro do Mercado Municipal. A revitalização dialoga com o projeto Santos 500, planejamento estratégico da cidade feito em parceria com a Comunitas,  e também  com o trabalho recente realizado pelo Escritório de Arquitetura Jaime Lerner em parceria com a Comunitas. Neste último, foi desenvolvido um estudo e projeto conceitual de transformação e revitalização do centro histórico de Santos e no entorno, onde está localizado o Mercado.

O projeto de reforma do Mercado de Santos será dividido em três fases, sendo a primeira delas orçada em R$ 5,5 milhões.  Os trabalhos, que devem ser iniciados ainda neste primeiro semestre,  consistem na recuperação das esquadrias metálicas com instalação de venezianas e novo revestimento das marquises, que passará por processo de impermeabilização. A fachada ganhará iluminação especial e será instalado um Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA), popularmente conhecido como pára-raios.

A cobertura vai receber um moderno sistema de impermeabilização, substituição da estrutura de sustentação e instalação de novas telhas metálicas e forro, incluindo a troca das instalações de águas pluviais. Essa parte do projeto tem prazo de 15 meses para ser concluída e os recursos são oriundos do Fundo de Desenvolvimento Urbano no Município de Santos (Fundurb).

Próximas etapas da revitalização 

A segunda fase de obras contempla a parte interna do Mercado e está prevista para o segundo semestre. Já a terceira fase contemplará a modernização da Bacia do Mercado.

De acordo com o projeto executivo, a parte térrea do Mercado contará com uma cervejaria, restaurantes e 18 boxes, com peixaria, hortifrúti, açougue, temperos, bebidas, laticínios e padaria. Já a parte superior,  o mezanino, será ocupado por um café, uma varanda e mais 18 boxes, com exposições, salão de beleza, espaço para a venda de jóias e artesanato, estúdios de tatuagem e piercing, além de espaços para coworking, atelier, antiquário e souvenirs.

O prédio anexo ao Mercado também passará por obras de revitalização e passará a abrigar escolas e estúdios públicos de cinema, para incentivar a economia criativa na região. O Centro Temático de Cinema de Santos também deve começar a ser construído ainda neste semestre, integrando-se à proposta de remodelação do espaço. O projeto prevê a implantação de um equipamento de quase 1 mil m², composto por térreo, 1º e 2º pavimentos.

Reformulações no entorno

Inaugurado na década de 30, a revitalização do Mercado vai integrar outras ações municipais, como a implantação de Estação do VLT e a nova Estação das Catraias, ambas no entorno do equipamento, para que possa ser um agente transformador, gerando novos trabalhos, atrações culturais e movimento para esta região da cidade.

O diferencial do trabalho com o Mercado Municipal esteve na busca constante por unir inovação e sustentabilidade nas ações projetuais adotadas. O trabalho introduziu modernização, propôs novos usos para o espaço, mas também trouxe qualificação para a utilização já existente, buscando a preservação dos elementos arquitetônicos e a história do edifício.

No comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *