loading

Comunitas abre inscrições para evento que debaterá os rumos da alimentação escolar infantil

Secretário de Educação de Teresina, capital com maior índice no IDEB, apresentará boas práticas

No dia 28 de setembro, a Comunitas reunirá em sua sede importantes nomes para debater a alimentação escolar infantil pública durante o “Escola de Comer – boas práticas na merenda”. O encontro é a oportunidade de debater a importância de cuidar da saúde alimentar das crianças da rede pública municipal de educação do país.

O encontro contará com a presença do Secretário de Educação de São Paulo, Daniel Bonis, e de Teresina, Kléber Montezuma, capital, inclusive, com maior nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2018.

Além disso, também contará com a apresentação da Escola de Comer, projeto de requalificação do cardápio alimentar das escolas de Paraty, que estabeleceu uma alimentação mais saudável e regional para os alunos da cidade. A iniciativa é da Prefeitura Municipal em parceria com o Polo Gastronômico da cidade – e apoio da Comunitas.

Leia mais: Escola de Comer, uma nova possibilidade na merenda escolar | por Ana Bueno

Durante o encontro, será realizada uma roda de debate sobre boas práticas em alimentação escolar, com a participação de Ana Bueno, chef de cozinha e coordenadora da Escola de Comer; além de Anna Peliano, especialista em políticas públicas, especialmente na área de combate à fome e à pobreza e Yuri Feres, presidente da Fundação Cargill, organização que apoia na sistematização e disseminação do projeto, para atingir mais prefeituras.

Leia também: Bate-Bola | Coordenadora do BISC, Anna Peliano comenta a pesquisa e os investimentos sociais corporativos do Brasil

“Com esse encontro, a Comunitas pretende ampliar e aprofundar o debate acerca da importância de uma alimentação saudável nas escolas públicas e sua contribuição para o aprendizado dos estudantes. Aspiramos mostrar como a gestão pública, a iniciativa privada e a sociedade, podem, juntos, trabalhar pela ampla melhoria da educação”, explica Regina Esteves.

Clique aqui e inscreva-se para entender o impacto de uma boa alimentação na educação infantil.

Por que debater e melhorar a alimentação escolar?

Alimentação infantil é fonte de uma das maiores preocupações das famílias brasileiras. E realmente deve ser: no Brasil, 33,5% das crianças de 5 a 9 anos apresentam excesso de peso, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares, cujos dados mais recentes são referentes a 2008-2009.

No ambiente escolar essa preocupação não pode ser diferente. A alimentação é um dos fatores essenciais para um crescimento contínuo e saudável das crianças, e influencia, inclusive, no desempenho do aprendizado infantil.

Por esse motivo, a Prefeitura de Paraty, com apoio da Comunitas por meio do Programa Juntos, criou a Escola de Comer e tornou a merenda um padrão de qualidade. A iniciativa conseguiu diversos bons resultados, e, por esse motivo, foi transformada na publicação “Escola de Comer, alimentação escolar de qualidade” – produzida com apoio da Fundação Cargill.

Leia também: Em encontro internacional da UNESCO, Escola de Comer inspira cidades do mundo todo

O conteúdo da publicação serve como inspiração, referência e guia para àqueles que acreditam que na alimentação saudável está uma das bases do desenvolvimento infantil.

“Até 2014, somente 40% dos alunos se alimentavam na escola e, em 2017, o número chegou à 90%. O projeto deu tão certo que, além dos alunos, parte dos professores também se alimentam na escola”, disse Ana Bueno, durante a reunião que marcou o lançamento da publicação.

Para Yuri Feres, presidente da Fundação Cargill, iniciativas como essa que causam transformações efetivas na sociedade, são motivos de orgulho para a instituição. “Ao incorporar produtos típicos da região oriundos da agricultura familiar e engajar as merendeiras em um novo conceito de preparo da comida, tornando-a mais saudável, nutritiva e completa, esse projeto muda a realidade de comunidades inteiras. São por projetos assim, que estimulam a alimentação  saudável, segura, sustentável e acessível do campo ao consumidor, que a Fundação Cargill trabalha há 45 anos”, destaca.

Leia mais: Reunião marca lançamento de publicação da Escola de Comer

 

Assista ao vídeo e entenda sobre a Escola de Comer:

 

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.